O plano de saúde é uma opção para quem deseja garantir o acesso a serviços médicos e hospitalares com mais tranquilidade e segurança financeira. No entanto, é importante ficar atento aos prazos de carência, sendo os períodos em que o beneficiário não pode utilizar todos os serviços previstos no contrato.

A carência é importante para a operadora poder avaliar o estado de saúde do novo beneficiário e garantir que ele não tenha doenças preexistentes que possam gerar custos elevados para o plano de saúde. Além disso, ela também ajuda a evitar que pessoas contratem um plano de saúde apenas para utilizar serviços específicos, sem ter a intenção de manter o contrato por um período mais longo.

Existem diferentes tipos de carência, que podem variar conforme a cobertura contratada e com as regras estabelecidas pela operadora do plano de saúde. Abaixo, explicaremos os principais tipos e seus respectivos prazos.

Carência para consultas médicas e odontológicas

A carência para consultas médicas e exames simples é a mais comum nos planos de saúde e costuma ser de até 30 dias. Isso significa que, durante esse período, o beneficiário não poderá marcar consultas com especialistas, fazer exames de imagem ou laboratoriais, entre outros.

Carência para internações e cirurgias

A carência para internações e cirurgias costuma ser mais longa, variando de 60 a 180 dias. Durante esse período, o beneficiário não poderá ser internado em hospitais ou realizar cirurgias eletivas (ou seja, que não são de emergência).

Carência para parto

A carência para parto é um tipo específico de carência, que costuma ser de 300 dias. Isso significa que, se uma mulher contratar um plano de saúde durante a gestação, ela não poderá utilizar a cobertura para o parto, a menos que já tenha cumprido esse período de carência.

Carência para doenças preexistentes

A carência para doenças preexistentes é um tipo específico de carência que pode ser aplicada a beneficiários que já possuem alguma doença antes da contratação do plano de saúde. Essa carência costuma variar de 24 a 720 dias, dependendo da operadora e do tipo de doença.

Mas e caso ocorra uma emergência, eu posso usar o plano de saúde no período de carência?

A carência em casos de emergência é de 24 horas após a contratação do plano, após isso você já pode recorrer aos pronto-socorros da rede contratada, mas é importante estar atento às carências em caso de cirurgias e/ou internações.

É possível contratar um plano sem carência?

Você consegue, sim, ser atendido no período de carência, mas para esse caso, é necessário pagar um valor extra mais conhecido como agravo, esse valor vem somado na mensalidade do convênio e você irá pagar por um determinado período.

Agora que você entende melhor como funciona o processo de carência, já consegue se planejar melhor na hora de contratar o seu.
Fale conosco para saber mais sobre as opções em Plano de Saúde que a Camed Corretora fornece, fale conosco no WhatsApp: ➡ Clique aqui.


Publicações Relacionadas

Você conhece os benefícios de um seguro de celul...

No mundo acelerado de hoje, onde cada instante conta, a importância do seu celular ultrapassa os limites da comunicaç...

Ver mais

Grupo Camed formaliza parceria com BNB para operac...

No dia 14 de junho, foi formalizado o acordo em que o Programa de Microcrédito Produtivo e o Crediamigo, do Banco do No...

Ver mais

Vai viajar? Confira os cuidados com o seu carro pa...

Final de ano é sinônimo de viagem para muitas pessoas. Porém, antes de colocar o pé na estrada deve-se garantir que...

Ver mais

6 maneiras de como o consórcio de serviços pode...

Consórcios de carro e de casa são bastante conhecidos pelo público, mas você já ouviu falar do consórcio de servi...

Ver mais
Olá, podemos te ajudar?