Saiba tudo sobre apólice de seguro
28/03/2022   / admcamedcorretora A+ A-

Ao contratar qualquer modalidade de seguro, o contemplado recebe um documento emitido pela seguradora, no qual devem constar todos os pontos acordados. A esse contrato damos o nome de apólice de seguro

Neste artigo abordamos todas as informações e características da apólice. Continue a leitura e saiba mais. 

O que é apólice de seguro?

De acordo com a Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), a apólice de seguro é um “documento emitido pela sociedade seguradora por qualquer meio que se possa comprovar, físico ou remoto, nos termos da regulamentação específica, formalizando a aceitação da cobertura solicitada pelo proponente, nos planos individuais ou pelo estipulante nos planos coletivos”. 

Isso significa que a apólice é um documento em que devem estar presentes todas as informações sobre o acordo, como o valor da indenização, os tipos das coberturas, os custos e os dados do segurado, do(s) beneficiário(s) e da companhia seguradora. A sua assinatura oficializa a contratação do seguro. 

Quais são as partes envolvidas na apólice de seguro?

Além do segurado e da companhia seguradora, outras pessoas podem estar envolvidas na contratação de um seguro, a depender da modalidade ou do tipo de apólice em questão. Veja abaixo quais dados podem constar no contrato.

  • Seguradora: a empresa legalmente constituída com a finalidade de assumir e gerir os riscos que estiverem descritos na apólice, ou seja, a responsável por operar o seguro.
  • Segurado: pessoa física ou jurídica cujos interesses são garantidos pela apólice de seguro durante a vigência estipulada pelo contrato.
  • Beneficiário: parte que tem direito à indenização do seguro, podendo ser ou não o segurado. 
  • Estipulante: consiste na organização ou empresa que contrata e faz a gestão de um seguro que tem contratação coletiva, como, por exemplo, o seguro de vida em grupo. 

O que deve ter em uma apólice de seguro?

As apólices podem ter diferenças e características próprias, dependendo da modalidade do seguro, assim como da seguradora que a redigiu. Ainda assim, existem itens padronizados que devem estar em todos os contratos. São eles:

  • Cláusulas gerais: são normas comuns à maioria das modalidades de um plano de seguro, como o objeto segurado, as obrigações e os direitos do segurado e do segurador, além das coberturas contratadas. 
  • Cláusulas especiais: são as condições suplementares adicionadas ao contrato, que modificam a sua cobertura. 
  • Cláusulas particulares: são os detalhes de cada apólice e incluem coberturas e indenizações, início e fim da vigência do contrato, condições para o cancelamento, entre outros pontos.

Principais apólices de seguro

Existem várias modalidades de apólices. Antes de fechar um acordo com a seguradora, é importante conhecê-las para saber qual o melhor modelo para contratação. Veja abaixo as principais.

Apólices abertas

Este tipo de contrato cobre riscos similares que se repetem diversas vezes durante a sua vigência do contrato, porém de forma relativamente imprevisível. Essa apólice também pode ser alterada conforme a necessidade do segurado. 

Apólices fechadas

Nesta apólice todos os detalhes já estão determinados no contrato e não são permitidas alterações no que foi previamente acordado.

Apólices multirrisco

Também chamada de apólice compreensiva, esse modelo inclui coberturas de linhas diferentes de seguros. É possível, por exemplo, abranger prejuízos tanto ao segurado quanto aos seus bens.

Apólices de riscos nomeados

Nesta modalidade, só será coberto aquilo que está explicitado no contrato, originando um acordo com termos específicos adequados às necessidades do contratante. 

Apólices individuais e coletivas

Nas apólices individuais, o contrato está no nome de apenas uma pessoa, ao contrário das coletivas, em que o contrato é feito para diversos segurados – como um grupo formado por funcionários de uma empresa ou por associados de uma instituição. 

Apólices compulsórias e facultativas

Uma apólice compulsória abrange um seguro obrigatório por lei, sendo que as suas condições não podem ser modificadas e devem permanecer de acordo com o solicitado pela legislação. Já a facultativa é contratada pela vontade do segurado.

O que é o sinistro?

Um sinistro é qualquer acontecimento que acarreta dano, perda ou morte. Portanto, para fins de apólice de seguro, ele é considerado a manifestação concreta dos riscos estipulados no contrato, seja por danos materiais, pessoais ou de responsabilidade.

Em alguns contratos, há previsão de um bônus para segurados que não sofrem sinistros ao longo de um determinado período. O benefício varia de acordo com a política da empresa, não sendo uma obrigatoriedade. 

Quanto custa uma apólice de seguro?

O valor da apólice de seguro depende de uma série de fatores: a modalidade contratada, o objeto e/ou o valor segurados, a vigência, o contexto, o perfil, o histórico do segurado e os riscos envolvidos. 

O preço do seguro é dividido em um valor mensal, que deve ser pago à seguradora a fim de garantir o direito à indenização em caso de sinistro.

– 

Agora que você sabe como funciona a apólice de seguro, já pode escolher qual a modalidade ideal para a sua necessidade. Entre em contato com a Camed e lhe mostraremos as melhores opções.  



Sobre Cookies Neste Site
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para identificar suas visitas e preferências, de modo a garantir a eficácia das nossas ações de marketing e melhorar a sua experiência em nosso site. Para configurar e/ou obter mais informações sobre cookies, consulte nossa Política de Privacidade. Ao clicar em "eu aceito" neste banner ou ao utilizar nosso site, você concorda com o uso de cookies.