Quando vale a pena pensar em uma previdência privada?
15/02/2022   / admcamedcorretora A+ A-

Com as mudanças nas leis previdenciárias e aumento de empregos informais, fora do regime CLT, pode surgir a necessidade de investir em uma forma de aposentadoria complementar.

Mas quais são as vantagens de aderir à previdência privada? E como ela funciona? Continue a leitura para saber se está na hora de considerar uma renda complementar para a sua aposentadoria. 

O que é previdência privada?

No Brasil, a previdência pública é obrigatória e possui alíquotas reguladas por lei, sendo um benefício destinado ao trabalhador após certo tempo de contribuição. 

Já o regime privado funciona como um fundo de investimento, administrado por gestores que aplicam os recursos em ativos como títulos de renda fixa e ações.

A previdência privada é considerada um investimento mais conservador e seguro, com os fundos aplicados majoritariamente na renda fixa de curto prazo. Mas também é possível encontrar outros fundos mais arrojados, com parcela relevante em renda variável. 

Como funciona a previdência privada?

Na previdência privada, o investidor contribui com uma quantia periódica ao longo da vida, para depois resgatar o valor acumulado e os rendimentos. Essa contribuição regular é calculada conforme o plano adquirido, que define quanto e por quanto tempo é necessário investir para conseguir a quantia desejada. 

No momento do resgate, o beneficiado tem a opção de escolher entre receber todo o montante de uma só vez, ou convertê-lo em uma renda mensal por tempo determinado. O investidor também deve decidir se, em caso de morte, o valor será repassado para a sua família. 

Outras opções existentes nos planos de previdência privada incluem o resgate antecipado por conta de invalidez ou a retirada do valor proporcional antes do prazo mediante o pagamento de taxas adicionais.

Diferença entre PGBL e VGBL

O Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) são tipos de plano de previdência privada, com valores, periodicidade e prazo variáveis. A diferença entre eles é a forma de tributação, ou seja, o imposto que incide sobre o valor investido ou resgatado.

  • PGBL: forma de previdência privada em que o Imposto de Renda é cobrado sobre todo a quantia que estava no fundo, no momento do resgate. Porém, ele permite abater as parcelas do IR ao longo do plano, desde que o valor corresponda a até 12% da renda anual do investidor.
  • VGBL: este fundo tem sua tributação somente sobre o rendimento da previdência, isto é, a diferença entre o valor final de resgate e o valor investido. Por outro lado, este tipo de previdência privada não dá a opção de deduzir os pagamentos periódicos na declaração do Imposto de Renda.

Vantagens da previdência privada

A previdência privada se destaca como um dos investimentos mais seguros que existe, mas ainda possui outras vantagens como: 

  • Opções de tributação, figurando como a menor taxa entre todas as aplicações financeiras;
  • Imposto de renda cobrado apenas no momento do resgate, eliminando o come-cotas existente em outros fundos;
  • Pode ser utilizada como um mecanismo de sucessão patrimonial;
  • Liberdade de resgate antecipado mediante taxas adicionais;
  • Opção de pagamento por débito automático.

Quando optar por uma previdência privada?

A previdência privada é considerada uma forma de complementar a aposentadoria e garantir um futuro confortável. Devido a sua forma de rendimento, é indicado contratar o quando antes para resgatar um valor suficiente na época for mais necessário.

Portanto, você pode começar o investimento neste fundo já no início da carreira, ou quando tiver um salário mais estável, que permita a retirada de um valor mensal. É possível iniciar com quantias pequenas e aumentar conforme sua renda cresce.

Tente pensar qual deve ser a sua renda daqui a cinco anos? E dez anos? Ou até trinta anos? Se você acredita que nesse período não há uma boa garantia para manter seus valores atuais de ganho, então está na hora de procurar um bom plano de previdência privada. 

Gostou do nosso artigo? Esperamos que ele tenha esclarecido as suas dúvidas quanto à previdência privada.

Se você ficou interessado e gostaria de mais informações sobre planos e opções, entre em contato com a Camed!



Sobre Cookies Neste Site
Usamos cookies e tecnologias semelhantes para identificar suas visitas e preferências, de modo a garantir a eficácia das nossas ações de marketing e melhorar a sua experiência em nosso site. Para configurar e/ou obter mais informações sobre cookies, consulte nossa Política de Privacidade. Ao clicar em "eu aceito" neste banner ou ao utilizar nosso site, você concorda com o uso de cookies.